Publicado em 04/09/20 17:37
Compartilhar

Guia de Referência: construindo uma cultura de prevenção à violência sexual

A 4ª edição traz informações fundamentais para a rede de proteção atuar na prevenção e enfrentamento da violência sexual em conformidade com a Lei 13.431/17

A cada hora, 4 meninas de até 13 anos são sexualmente abusadas no Brasil. Ainda que alarmantes, os dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2019 ainda não mostram a realidade: estima-se que apenas 10% dos casos de violência sexual contra crianças e adolescentes sejam de fato notificados às autoridades.

Profissionais da rede de proteção – como professores, educadores, médicos, psicólogos, assistentes sociais e conselheiros tutelares – têm um papel fundamental na proteção de crianças e adolescentes contra o abuso e a exploração sexual. Para apoiar esses profissionais, lançamos a 4ª edição do Guia de Referência: Construindo uma Cultura de Prevenção à Violência Sexual.

A publicação, que já era um material completo voltado para a rede de proteção de crianças e adolescentes, traz importantes atualizações em conformidade com a Lei Federal 13.431/17, que estabelece o sistema de garantia de direitos de crianças e adolescentes vítimas e testemunhas de violências. Abaixo alguns destaques e atualizações da nova edição:

  • Dicas sobre como capacitar os diferentes profissionais da Rede de Proteção para atuar na proteção de crianças e adolescentes;

 

  • Inserção sobre a Lei 13.431/17, seus pontos principais e como ela se desdobra para os profissionais da Rede de Proteção;

 

  • Passo a passo sobre como cada profissional deve notificar os casos de violações de direitos de crianças e adolescentes a partir da Lei 13.431/17;

 

  • Informações sobre o Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, seus eixos e a importância da Rede trabalhar de forma integrada;

 

  • Como introduzir estratégias de atuação de forma articulada para que a Rede trabalhe com a própria Rede.

Utilizando informação e diálogo para a prevenção

Acreditamos que a informação é uma das principais ferramentas de prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes. Por isso,  o Guia traz informações detalhadas sobre os tipos de violência  e as principais características da violência sexual contra crianças e adolescentes: quem são as vítimas e os agressores, onde acontece a violência e suas consequências para as vítimas.

No material, é possível encontrar também dicas importantes de como falar sobre sexualidade com as crianças, respeitando as características de cada fase de desenvolvimento e como discutir o tema de forma educativa com pais, familiares e responsáveis pela educação das crianças.

Para acessar o "Guia de Referência: Construindo uma Cultura de Prevenção à Violência Sexual Redes de Proteção Guia de Referência - 4ª EDIÇÃO", clique na imagem abaixo:

 

Compartilhar